Skip to main content

MINHA IRMÃ ME FEZ VIRAR PUTA

Sempre tive um tesão enorme pela minha irmã, desde os tempos de infãncia ela já dava traços da vagabundinha que seria no futuro. Em meio as brincadeirinhas quando tinhamos 10 anos, ela pegava no meu pau, me mostrava a calcinha, deixava eu brincar com a bucetinha dela, tudo na maior inocencia..eu já me mostrava todo tesudinho querendo uma bucetinha. Ela ficava por horas me mostrando (e vestindo) as calcinhas que pegava na gaveta da nossa mãe, que por sinal é muito gostosa..e coisa que fui descobrir também, que adora uma pica e transa com vários homens além do meu pai e já se insinuou pra mim também (mas isso é outra história), talvez daí minha mana seja tào puta quanto a mãe… Minha mana, experimentava todo o guarda roupa da minha mãe, e parecia, que mesmo pela idade queria é me provocar.

desfilando toda a coleção de lingeries..sempre em meio à essas brincadeiras nós crescemos, ela foi ficando com um corpinho de dar inveja. e eu sempre louco por ela, mas nunca tivemos uma transa de verdade até então…. Ela já tinha os namoradinhos, e eu sempre na bronha em busca de uma buceta. Num belo dia quando cheguei do colégio, passei pelo quarto de minha irmã e a vi completamente nua na frente do espelho, passei direto e fui para o meu quarto bater uma bronha… Pouco tempo depois, Monique (minha mana) bate a porta do meu quarto avisando que iria sair, se despediu e foi embora…nào demorou muito eu já estava no seu quarto remexendo nas calcinhas dela, e tinha de todos os tipos, de rendinha, de todas as cores e fio dental, mais no fundo da gaveta, fiquei surpreso ao achar um vibrador enorme, e fiquei fantasiando Monique enfiando aquele vibro enorme na bucetinha… Não me contive e com um tesão enorme comecei a cheirar aquelas deliciosas calcinhas, brincando com seu vibro, passava a lingua por toda a extensão do vibrador e podia sentir o gostinho de sua buceta, aquilo me deu um tesão enorme.

Tirei toda a minha roupa e vesti a calcinha de Monique, me olhava no espelho e me sentia uma graça. Nào satisfeito, eu queria mesmo era parecer com minha irmã, entào abri seu armário peguei suas roupas mais sensuais e comecei a vestí-las, uma calcinha preta fio-dental, um microshort de lycra, e uma blusinha de alcinha, uma sandália com um salto enorme e fiquei admirando minha beleza feminina ao espelho, percebendo logo de cara que minhas curvas eram tào femininas quanto da minha irmã….

Minha ausência de pelos contribuia para que a transformação fosse por quase completa, fui correndo para o banheiro e raspei minhas axilas com um barbeador…pronto, eu já era uma menininha…tanto era o meu tesão que meu pau dilatava dentro da calcinha e parecia que iria explodir…fiquei a tarde inteira passeando pela casa, vestida de Monique. Tava me sentindo o máximo, eu nunca tinha feito isso na minha vida, ficava horas me admirando no espelho, encantado com meu corpinho, um bumbum empinado, uma cintura fina, minhas pernas lisinhas saindo em meio a um short apertadíssimo….

Me olhando no espelho, de repente vi a imagem de minha irmã…me admirando, com um olhar que nunca tinha visto antes…confesso que fiquei com medo, vendo Monique pelo espelho, nào tinha palavras, nem desculpas esfarrapadas na ponta da língua, simplesmente eu estava estático em frente ao espelho e Monique olhando para mim…Ela tomou uma iniciativa e disse:
– E aí???
eu respondi:
– É que eu estava com saudades daquela época que você desfilava pra mim com as roupas da mamãe, daí resolvi vestir as suas…
É logico que essa desculpa nào colou, mas o olhar de Monique me deixava intrigado..ela se aproximou por traz de mim dizendo:
– Sabia que você tem uma bundinha perfeita? Meio sem graça respondi:
– Acho que puxei minha irmã…
Ela sorriu e ficou alisando minha bundinha por sobre o short.

E continuou:
– Eu não sabia que você era tào gostosa assim…
Deu um sorriso malicioso, olhando para a o vibrador em cima da cama perguntou:
– Quer dizer que você andou usando meus brinquedinhos? Diz aí gostou?
Eu respondi que só tinha visto ele, mas não usei…ela completou:
– Ah, entào vc vai usá-lo comigo, agora…porque você me deixou louquinha só de vê-lo assim…como você quer que eu te chame?
Respondi na hora: Amanda (uma menina que eu era apaixonado na época).

Ela continuou:
– Então, Amanda, eu vou te ensinar como se portar direitinho como uma menininha, quer?
Respondi que sim na hora…
– Deixa eu sentir sua bundinha. Disse Monique, percorrendo suas mãos macias pelas minhas costas até chegar no meu bumbum…ela apertou e perguntou:
– Gosta quando eu faço isso?
Eu delirando respondi que sim…Então ela me virou, olhou dentro dos meus olhos e nossas bocas se encontraram num beijo inesquecível, aquele beijo que eu esperava há anos, nossos corpos se tocavam, Monique a apertava contra mim, dizendo:
– Essa tarde vai ser inesquecível pra voce Amandinha! ela se esfregava em min dizendo:
– Vou te ensinar direitinho como ser uma puta, uma vagabundinha.

Eu tava morrendo de tesào, quando ela me deitou na cama elogiando meu corpo… Eu Amandinha, deitadinha de bruços na cama da minha irmã…ela começou a tirar peça por peça da minha roupa, me deixando só de calcinha, que afastou de lado, abriu minha bundinha e com a língua me deixava louca de tesão…eu rebolava na sua cara e ela dizendo:
– Rebola na cara da sua irmà sua puta, sua vagabunda, sempre achei que um dia eu te dominaria desse jeito…eu vou arrombar esse seu cuzinho virgem.

Vou meter esse vibrador inteiro no seu cúzinho…voce vai gozar no meu brinquedinho sua cachorra.
Ee eu rebolava mais e mais…enquanto ela me chupava eu dizia:
– Mete essa lingua sua puta, me faz ser vagabunda como você…arromba meu cuzinho e faz ele ficar igual o seu…eu estou louca de tesão por você, come sua Amandinha vai, come…mete tudo!
Monique pegou o vibro, passou um creme e devagarinho foi metendo, a dor era forte mas o tesão que eu sentia superava qualquer dor que pudesse atrapalhar aquele momento mágico, eu, de calcinha fio dental, sendo penetrada no cuzinho pela irmã…aquilo era demais pra mim…não demorei muito gozei alucinadamente em cima da cama, foi o primeiro orgasmo anal da minha vida…
Monique se pôs a lamber todo o esperma que foi devolvido através de um beijo delicioso…
E ficamos assim pela tarde…Monique me comendo e eu a comendo…gozei em sua bucetinha, em seu cuzinho e em sua boca…ela me mostrou o quanto era puta e gostava de sacanagem…Monique e eu hoje, frequentamos lugares GLS, onde procuramos nossas companhias para noites alucinadas de loucura e tesão…hoje eu e Monique nos relacionamos com homens e mulheres…e Monique sempre presenteando sua nova “irmã” com os modelitos mais sensuais de lingeries, o qual usamos juntinhas em nossas noites alucinadas de loucura…
Se alguem quiser entrar em contato pra um relacionamento sem frescuras e muita sacanagem, estou a procura de homens que curtam o mesmo que eu, e quem sabe eu consiga realizar minha fantasia de transar com um gatinho vestida de gatinha.

Aguardo ansiosamente seus e-mails.


Related Posts


No Comments found


Got a question or an opinion for this article? Share it with us!

Your email address will not be published. Required fields are marked *